After upload or embed your videos please share them to social media to support us

watermark logo

Felipe Vilela - De Novo (Ao Vivo Em Balneário Camboriú, Santa Catarina / 2020)

8 Views
13 Dec 2021
Johnny Rodrigues

OUÇA NAS PLATAFORMAS: https://umusicbrazil.lnk.to/CompostagemVD

SIGA FELIPE VILELA
https://www.facebook.com/felipevilela5pl
https://www.instagram.com/felipevilela5pl
https://www.twitter.com/felipevilela5pl

DE NOVO
(Composição: Felipe Vilela)
O vento sempre sopra e leva a vida, e atrai pra mente a angústia das noites mal dormidas,
Porque sempre o vazio da alma que amarga o resto, minhas fraqueza eu parafraseei pra encontrar nos meus versos.

Viagem longa mesmo é a que se faz pra dentro, e vê um Golias escondido nas caverna do peito.
Das drogas mais vendida o Rivotril ganhou de novo, depois o self e os debate da globo.
Vaidade assídua segue crescente e o consumo dos tarja preta cresce entre adolescentes.
A cada primeiro tempo um humano se mata, mas o assunto do Instagram é o cão que foi morto a paulada.
Escolho um lado e erga a bandeira, despreze as amizades e as relações pra vida inteira, Não ao afeto Brasil rachado, por siglas que financiam esse inferno polarizado!
Alguns dizem deter o amor já outros discursam ódio, a febre do ouro é a mesma a ânsia louca pelo pódio!

Terra de Santa Cruz, a Arca de Tomé, Navio sem Leme, onde até a Glória atribuída a DEUS é virou meme.

Refrão:
A cama de prego ou o beijo da serpente, o parapsicólogo e o subconsciente, a teologia a ciência e o confronto , e o cronista DE NOVO peregrina em meio aos contos

A inércia do clero e a indiferença que dói, partido especializada tornar bandido herói.
A operação que pois milionário preso, a busca da fé pra crer que isso tudo não mais do mesmo,
Ouço o canto do Gil na Terra que tudo faia, menos as 4 cordas e os harpejos de Arthur Maia.

Canções que seguem a estrada do choro, e o metrônomo da banda é o martelo do Sérgio Moro
O grito em silêncio, é o que transcende o silêncio, não o barulho que fazem, mas é o mal do silêncio.
Eu sei quem atirou foi o blindado, eles não viram meu uniforme Mãe e os meus cadernos tão manchados, na calçada que andava sonhando em médico, meu sangue torna o hino nacional num manifesto cético.

Ovacionado em meio a tantos, não imaginava os antros e o ódio em si, ultrapassou a muitos
faca afiada em punho, em direção aquele que é contrário à mim, é tanta militância Burra, e aqueles que transferem culpa nunca vão crescer, saudade é dádiva dos fortes e são olhos
janelas que tendem a adoecer.

Refrão:
A cama de prego ou o beijo da serpente, o parapsicólogo e o subconsciente, a teologia a
ciência e o confronto , e o cronista DE NOVO peregrina em meio aos contos.

#FelipeVilela #DeNovo #Compostagem

Contatos para show: (47) 9 9636-9390

FICHA TÉCNICA:
Direção A&R: Henrique Badke
Gerente A&R: Renata Cenízio
Coordenação A&R: Alice Baldan, Igor Alarcon e Fernanda Mesa
Label Manager: Rafa Vidal
Teclado: Rapha Dantop
Guitarra: Jesiel Oliveira
Violão: Vinícius Rodrigues
Cavaco: Buiu do Cavaco
Baixo: Tomatti
Bateria: Giba Moojen
Percussão: Carlos Mariano
Beat box: Fernandinho Beat box
Back vocal: Mônica Sollack, Érica Nascimento, Daniel Jackson
Produção Músical: Giba Moojen
Mixado e Masterizado por Giba Moojen e Nathan Ricardo em GEAR MUSIC
Operador de áudio: Thiago Equaliza Som, Nathan Ricardo, Dieison Weber
Direção de Arte: Jander Pires
Designer: Ian De Almeida
Produção: Danilo Sagu Vieira
Figurino: Jessica Schneider
Iluminação: Dino Lunelli
Cenografia: André Schoenau
Operador de Câmera: André Schoenau, Jefferson Willian, Romero Dominguez, Mauricio Bueno, Matheus Ricardo, Daniel Brumer
Drone: Leonardo Nascimento
Direção: Elias Baptista
Direção de Fotografia: Antony Amâncio
Fotógrafos: John Deivison e Josi Suelos
Making of: Rodrigo Shaefer e Mauricio Bueno
Logger: Israel Waltrik
Edição e Finalização Dieison Weber e Rodrigo Shefer

Music video by Felipe Vilela performing De Novo (Ao Vivo Em Balneário Camboriú, Santa Catarina / 2020). © 2020 Felipe Freitas Vilela / Universal Music Christian Group

http://vevo.ly/JMcOX7

Show more

0 Comments Sort By

No comments found

Up next